);

Loja em linha e loja física: o melhor de dois mundos?

 

Seis em cada dez consumidores alemães gostam de mudar regulamente o aspeto das suas habitações através da compra de acessórios para a casa. E para 43%, mobilar a casa já é um hobby, conforme revela um estudo da KPMG – Auf Zukunft eingerichtet – Studie zur Zukunft des Möbelmarktes in Deutschland.

De acordo com este estudo, a compra online (em linha) de mobiliário e artigos de decoração para o lar tornou-se uma tendência de mercado. O mercado do mobiliário está a crescer significativamente e os consumidores compram mais mobília e com maior frequência no comércio eletrónico.

Comprar um sofá, uma cama, uma mesa ou um armário ainda leva 36% dos consumidores às lojas físicas. Uma percentagem similar, 33%, fá-lo através da Internet. A compra em lojas físicas de artigos de pequena dimensão é cada vez mais popular, enquanto os consumidores preferem que objetos maiores sejam entregues em casa, acrescenta ainda o mesmo estudo.

 

O Digital vai contribuir para o fim das lojas físicas?

 

O Digital pode, assim, vir a substituir a loja física. A disponibilidade – funciona 24 horas por dia, 7 dias por semana – é uma das grandes vantagens para os clientes. A diversidade – a capacidade de apresentar uma vasta gama de produtos é, virtualmente, infinita, dependendo apenas do servidor de alojamento e do design na página – é outra mais-valia face a uma loja física limitada pela finitude do espaço de exposição e armazenamento.

No entanto, a tendência para os próximos anos passa pela complementaridade. O estudo revela que 60% dos consumidores são mais propensos a comprar em lojas físicas que possuam loja em linha. E 8 em cada 10 consumidores preferem lojas em linha com showroom – um espaço físico onde é possível ver, apreciar e tocar os produtos.

Os retalhistas de mobiliário precisam pensar em todos os canais e combinar as vantagens” do mundo físico e do mundo digital, por forma “a criar valor acrescentado para o consumidor”, afirma Arne Stock, CEO de uma grande distribuidora alemã de mobiliário.

Deste modo, as organizações devem ter em atenção quais as plataformas onde os seus clientes estão, proporcionando-lhes conteúdos úteis e de qualidade, ajustados às suas necessidades. Estes contribuirão para o estabelecimento de um relacionamento entre a marca e o consumidor, fidelizando-o.

 

 

 

Deixe uma resposta

PEÇA UM ORÇAMENTO!