);

Manter o negócio próximo do cliente em tempos de Covid-19

O surto de COVID-19 que tem paralisado o mundo inteiro trouxe à ribalta uma nova exigência para as empresas: a importância do comércio à distância e a presença digital das empresas.

Confinados às suas casas, os portugueses – e os cidadãos um pouco por todo o mundo – apresentam um problema: precisam de efetuar as suas compras habituais, especialmente de produtos alimentares, sem saírem de casa. As empresas de distribuição alimentar mais conhecidas e implantadas no mercado demonstraram não estar preparadas devidamente para esta nova realidade, com filas de espera de 30 minutos, quedas frequentes na ligação e prazos de entrega superiores a três semanas!

Muitos portugueses descobriram, então, que várias lojas próximas de casa aceitam encomendas por telefone ou e-mail e entregam em casa, podendo-se pagar com ferramentas eletrónicas ou por multibanco através de home banking.

O engenho empresarial fica bem demonstrado nestes exemplos, os quais emergem como excelentes oportunidades de crescimento de negócio.

A digitalização dos negócios continua a crescer de forma imparável. Praticamente todos os tipos de negócios conseguem introduzir a digitalização nos seus processos, seja na produção, na gestão, na comercialização ou na distribuição. E a presença digital das empresas, especialmente em momentos como aquele que vivemos no presente momento, é essencial para que os consumidores as possam encontrar. É certo que passávamos diariamente por aquele minimercado. Que até lá entrámos meia-dúzia de vezes. Mas, saberíamos o seu número de telefone se a empresa não tivesse investido na presença no Google Maps, no Google My Business ou através de um website?

Costuma dizer-se que o diabo está nos detalhes. O segredo de um negócio bem-sucedido também. Não basta estar nas principais redes sociais e ter um site todo catita. Se uma busca no telemóvel no mais utilizado motor de busca em todo o mundo não conseguir encontrar um negócio local, a probabilidade de vender reduz-se drasticamente.

Aproveite as próximas semanas para planear o futuro do seu negócio. Compare-se com a concorrência, veja onde está a falhar, onde pode melhorar e onde consegue fazer a diferença. Pense digital. Coloque-se no lugar do cliente, retido em casa, de telemóvel na mão. Como poderá chegar até ele de forma mais fácil e interativa? Quais os conteúdos que o seu cliente poderá valorizar? Quais as palavras-chave mais procuradas? Como poderá responder ao seu problema e satisfazer a necessidade do seu cliente?

O isolamento social exigido pelo temor de contágio do novo coronavírus levanta novos desafios. Estar próximo dos clientes quando não nos podemos aproximar fisicamente pode representar a diferença entre a empresa sobreviver ou soçobrar.

 

Photo by Brooke Lark on Unsplash

Deixe uma resposta