);

Place Branding

A esmagadora maioria das cidades, dos municípios, procura encontrar a melhor forma de se distinguir da concorrência no modo de atração de turistas e investidores, bem como na retenção de residentes e trabalhadores. Se a promoção das cidades principia no século XIX, a emergência de conceitos como place marketing, place branding, city marketing ou city branding é relativamente recente.

Um dos grandes desafios que as cidades e as regiões europeias têm enfrentado nas últimas décadas é o da competitividade, como forma de atração de investimento e para aumentar a qualidade de vida. Esta é alcançável através dos três pilares das cidades criativas: cidade sustentável, cidade saudável e cidade inclusiva.

A qualidade de vida é, unanimemente, um conceito multidimensional, complexo e dinâmico que tem vindo abranger diferentes significados e variações consoante a perspetiva e/ou campo do saber como a economia, a sociologia, a psicologia, a história, a medicina, a epidemiologia, acabando por contribuir para criar sérias dificuldades ao estabelecimento de uma base consensual sobre o seu conteúdo e sobre a sua definição. De facto, a qualidade de vida ou o bem-estar do ser humano não se define de uma só forma havendo antes diversas abordagens que a literatura especializada se vai encarregando de divulgar.

Place Branding é o tema principal de investigação do programa de doutoramento em Análise Económica e Estratégia Empresarial iniciado em setembro de 2018.

Descubra AQUI os principais artigos sobre este tema.

PEÇA UM ORÇAMENTO!